Ressonância FAIL - versão extendida

Finalmente fiz minha ressonância! Desde janeiro venho tentando marcá-la mas sempre SEMPRE a clínica em que fui autorizada a fazer dizia que algo na papelada estava errada e assim fui e voltei do IMIP com novas autorizações, perdi dias inteiros tentando adiantar os processos até que ENFIM consegui marcar para dia 31 de março [ontem] às 10:30 da manhã.

Disseram-me que eu teria que ficar 10 horas sem comer ou beber líquidos pois eu teria que ser sedada pra aguentar a(s) hora(s) dentro daquela máquina. Faço sempre com anestesia, porque tenho o mínimo do mínimo de movimentos com o braço direito; o máximo que consigo levantar meu braço é até a altura do ombro e não consigo baixá-lo para que fique junto ao quadril [dá pra entender? XD] Ando sempre segurando ele no ar e tentar caminhar com ele por aí como uma pessoa normal, balançando de lá pra cá é um sonho de vida.

Eu ia fazer a ressonância no IMIP mesmo, só que a máquina de lá estava quebrada, então terceirizaram os exames, me mandaram pra Uni-Neuro, uma clínica PRIVADA. Beleza, né?

Um dia antes da ressonância, deu 20h eu já estava sem comer ou beber líquidos. No dia seguinte cheguei às 9:30 da manhã com meus exames anteriores e biópsias. Fui falar com a recepcionista e a desorganização [burrice?] já começou alí.
"Você veio marcar a ressonância, foi?"
"Não, como tem escrito aí no papel, eu vim para o exame marcado para as 10:30"
"Ah, tá... espere um pouquinho que já já te chamo"

O lugar estava CHEIO de gente! CHEIO! Tive que ficar em pé esperando.

Tempo...

Finalmente me chamam e apenas contabilizam o número de exames (partes do meu corpo) que farei.
Tórax, ombro, pulso e mão.
"É pra marcar, é?"
"Eu já disse que é pra fazer o exame agora às 10:30"
"Ah, pode aguardar"

Tempo...

Tempo...

Tempo...

11:30 mainha conversa com uma senhora que havia pago pelo exame e ela diz que tinha ido fazer a ressonância originalmente no domingo anterior. O exame era às 14h e às 17h nem sinal de chamarem ela então ela desistiu e foi embora.
Descobrimos que marcaram ela para as 10:15 e que haviam 2 máquinas de ressonância apenas.
COMO-ASSIM????? Como alguém em sã consciencia marca ressonâncias de 15 em 15 minutos??????????
As preparações pra entrar na sala demoram 15 minutos! Uma ressonância dura NO MÍNIMO meia hora!
Todos da sala de espera foram chamados, só ficou eu, meu pai e minha mãe esperando. [vale salientar que minha mãe é diabética e não pode ficar muito tempo sem comer, pois pode ter crises de hipoglicemia]
13h finalmente me chamam. [AMÉM! Eu já estava começando a sentir uma leve dor de cabeça por conta da fome]

Me levam pra uma mini-sala de preparação e pediram pra eu colocar uma bata. Entrei no banheiro e não tinha nada pra eu colocar minha roupa ou meus pertences. Sando de lá, perguntei onde colocariam minhas roupas e disseram pra eu ficar segurando mesmo.-ótimo!

E é nesse ponto que começa o FREAKSHOW
1- Colocaram a agulha pra o contraste e anestesia em mim sem usar luvas ou sem lavar as mãos*
2- Pela primeira vez em minha vida de ressonâncias colocaram uma espécie de pílula marcando as áreas dos tumores. [no mesmo instante que colocaram na minha mão, ombro e pescoço, voltaram e tiraram o de meu pescoço pra botar O MEU em outra paciente que estava dentro da sala da ressonância. Quando voltaram, colocaram um novo em mim -Q?]

Às 13:30 aproximadamente entrei na sala para tentar algo que eu já tinha avisado que não iria funcionar: Fazer o exame sem acompanhamento anestésico.
Resolveram começar por minha mão e pulso. Me mandaram deitar na cama naquela posição do Super Homem quando está voando, sabe? Aí falei que meu braço não levantava até lá e mostrei que o máximo que chegava era à altura do ombro e blá blá bla.
Elas não entenderam e me mandaram deitar de costas com o braço para cima. -Expliquei mais uma vez e então voltaram a me pedir pra fazer a posição do Super-homem.
"Senhoras, ENTENDAM: NÃO CONSIGO LEVANTAR MEU BRAÇO TÃO ALTO!!!!!"
"Ahhh, tá! ...... Nossa, então como vamos fazer? A posição é essa, não tem outro jeito!"
"Pois é, por isso falei que precisaria de anestesia.."
"Ah, já sei! Deite-se de lado... vamos tentar assim!"

5 minutos depois voltaram "é, não dá assim..."
"..."
"Vamos começar então pelo tórax e ombro"
"AH, aí sim teremos problemas... eu não vou conseguir fazer esse exame acordada!"
"Consegue, amor! olha, deite-se com a barriga para cima"
*deitei, mas com o braço à 90° do corpo*
"Pronto agora é só..."
"NÃO, NÃO BAIXE ELE!!!"
"...abaixar seu braç..."
*lágrimas*
"NÃO DÁ, EU NÃO AGUENTO, EU QUERO O ANESTESISTA!"
(aquele anestesista que tinha sido liberado pra almoçar no instante em que entrei na mini-sala de espera)

Só então elas entenderam. Saí da sala humilhada e com muitas dores, morrendo de chorar. Todos olhando pra mim com cara de "what the hell???" na mini-sala de espera, enquanto eu tentava fingir que ninguém estava olhando pra mim e me concentrar ao máximo em parar de parecer uma menina de 5 anos de idade chorando sem parar.
Não tava dando certo... minha raiva e indignação só aumentavam então pedi penico e chamei a mamãe. Ela ficou bastante arretada e falou que essa seria a primeira e última vez que eu faria este exame lá e só parou de encher o saco das "enfermeiras" às 15h, quando finalmente me levaram pra fazer o exame COM sedação.

Saí da sala às 16h, fiquei desacordada até as 19:30 [alguém exagerou na sedação???]
e só fui comer às 20:30 / 21h.

E assim acaba a história de como fiquei 24 horas sem comer ou beber (y)
[Ah, e todo esse tempo, meus pais ficaram sem comer também. O almoço e lanche de minha mãe foram muitos bombons e docinhos de cajú]

4 thoughts on “Ressonância FAIL - versão extendida”

Leave a Reply